Dicas para proteger os dados de seus usuários?

Dicas para proteger os dados de seus usuários?

A nova LGPD já entrou em vigor, e vai começar a aplicar punições a partir de agosto de 2021.

Seu intuito é devolver o controle aos donos originais dos dados gerados na internet, ou seja, os usuários.

As empresas precisam tomar mais cuidado quanto à coleta, armazenamento e uso de dados de terceiros. No caso, é dever das organizações proteger os dados coletados. Se isso não for cumprido, há punições que podem chegar a 2% do faturamento da companhia.

Para te ajudar a manter os dados dos seus usuários seguros, separamos 10 dicas importantíssimas para sua empresa. Não deixe de ler o artigo até o final!

1. Use firewall e VPN na empresa

Nem todas as empresas gostam de armazenamento em nuvem. Portanto, elas mantêm os dados em servidores na própria instalação da companhia. Isso pode ser menos seguro que a nuvem.

Se sua empresa trabalha dessa forma, não se esqueça de manter o firewall ativo, assim como instalar uma VPN segura.

2. Tenha política de senhas na companhia

Uma maneira de invadir o sistema da empresa é através dos colaboradores. No caso, o hacker consegue acesso através do login e senha de algum funcionário da companhia, adentrando, sem grandes problemas, nos bancos de dados.

Um dos motivos de isso acontecer são as senhas que os colaboradores escolhem. Senhas como primeiro nome seguido de data de aniversário, ou simplesmente “12345”, são as mais comuns — e mais frágeis.

Estabeleça uma política de senhas que impeça esses padrões fracos.

3. Não se esqueça de fazer backup dos dados

A nova LGPD também concede o direito de resgate dos dados pelos usuários. Ou seja, se um deles pedir para checar os dados sob poder da empresa, esta deve provê-los o quanto antes.

Então, é fundamental realizar backups dos dados armazenados com regularidade. Isso pode evitar problemas legais no futuro, e até mesmo perda de credibilidade pelos usuários.

4. Fomente uma cultura de cibersegurança

Como foi dito anteriormente, os hackers conseguem invadir o sistema da empresa através dos próprios colaboradores. Em alguns casos, o funcionário sofre um ataque cibernético e, sem saber disso, acaba infectando os bancos de dados da empresa.

Para evitar esse problema, o ideal é fomentar uma cultura de cibersegurança. Dessa forma, os colaboradores vão ter mais cuidados tanto durante o trabalho quanto fora desse horário, protegendo a si mesmos, suas famílias e a companhia.

Empresas que trabalham com a internet, como a Planejador Web, mantêm seus colaboradores sempre alerta quanto aos perigos da rede.

5. Cuidado com o código de seu site

Às vezes, na pressa para avançar com projetos, os desenvolvedores acabam por entregar um produto inacabado, ou então com problemas no código do site da companhia.

Vale notar que pequenos defeitos, alguns até imperceptíveis, podem ser usados para invadir o sistema da empresa, principalmente dados sensíveis que ficam armazenados no site, que dizem respeito aos usuários.

6. Realize auditorias em sua página

Se sua equipe de TI realizou uma vistoria no código do site e não encontrou nenhum problema, pode ser que ainda restem brechas para invasões.

Para elevar a segurança de sua página, ainda mais se usar métodos de pagamentos, é necessário contratar serviços de auditoria. No caso, por causa da vasta experiência das empresas que fazem esse serviço, com certeza os dados dos usuários estarão mais seguros.

7. Guarde bem suas senhas

Um erro comum é guardar senhas em arquivos .txt dentro do computador, assim como .doc e até de Excel.

O problema disso é que, logo após invadir seus computador, o vírus vai vasculhar seu sistema atrás de informações como senhas, números de cartão de banco, documentos e assim por diante.

8. Controle o acesso a dados dentro da empresa

Retornando aos bancos de dados da empresa, uma maneira eficiente de evitar vazamentos de informação é cuidar do acesso a dados dentro da organização.

No caso, ao invés de liberar os dados para todos os colaboradores da companhia, é recomendado trabalhar com níveis de segurança. Afinal, é mais difícil para os hackers se somente um ou dois colaboradores podem acessar informações valiosas, não é verdade?

9. Monitore as redes da companhia

Alguns sistemas de redes conseguem monitorar o fluxo de informação dentro da organização. Dessa forma, sabe-se exatamente de onde vem e para onde vão os dados relacionados à empresa. Em caso de vazamentos, sua equipe pode agir mais rapidamente.

10. Criptografe os dados antes de armazená-los

Por fim, vale lembrar do poder da criptografia dentro das empresas. Um arquivo criptografado só pode ser acessado por usuários que tenham a chave de acesso. 

Ao utilizar essa chave, a informação, antes parecida com uma salada de frutas, retorna a sua forma original, ou seja, legível para qualquer pessoa.

Existem diversos métodos de criptografia no mercado, desde os mais básicos até os que asseguram informações de interesse dos governos.

Gostou de nossas dicas para proteger os dados de seus usuários? Com certeza eles estarão muito seguros, se você segui-las!

Deixe uma Resposta

7 + 1 =