Bring Your Own Device: saiba o que é e como implementar na empresa

Bring Your Own Device: saiba o que é e como implementar na empresa

O uso de dispositivos móveis nas empresas tem aumentado cada vez mais, não só para o acesso remoto de colaboradores aos sistemas da organização, mas também dentro dela.

Para se adequar a essa realidade, muitas empresas já adotam uma prática conhecida como Bring Your Own Device (BYOD), com o objetivo de modernizar o acesso à tecnologia dentro da empresa e aproveitar todos os benefícios que ela pode oferecer.

Você quer entender melhor como funciona essa prática e como pode implementá-la em sua empresa? Então continue a leitura e saiba mais!

O que é Bring Your Own Device?

O BYOD permite que os colaboradores de uma empresa levem seus próprios dispositivos para usar no trabalho, dentro da empresa. Essa é uma tendência muito relacionada à consumerização, isto é, a utilização de dispositivos móveis no ambiente de trabalho, os quais podem ser notebooks, tablets, smartphones, por exemplo, de acordo com as regras estabelecidas pela organização.

Essa prática torna-se ainda mais interessante quando aliada à cloud computing, já que possibilita que todos os colaboradores acessem facilmente os arquivos da empresa por meio de qualquer dispositivo com acesso à internet. Além disso, ela permite gerenciar melhor esses dispositivos, reforçando a segurança.

Quais são seus benefícios?

Essa prática pode trazer diversas vantagens tanto para as empresas como para os colaboradores. Veja algumas delas a seguir:

Maior satisfação da equipe

Muitos trabalhadores têm dificuldades para se adaptar aos equipamentos oferecidos pelas empresas, já que é comum que eles contem com dispositivos mais modernos ou com mais recursos para uso pessoal. Com o BYOD, eles poderão usar seus próprios dispositivos também para trabalhar, evitando esse problema.

Aumento de produtividade

A BYOD pode elevar a produtividade de sua equipe, pois proporciona uma maior mobilidade e praticidade para a execução das tarefas em diversos dispositivos diferentes. Além disso, o colaborador poderá manter em seu dispositivo todas as ferramentas que julgar necessárias para a execução de seu trabalho com maior facilidade.

Redução de custos

A empresa também poderá reduzir os gastos com a compra e manutenção de computadores e outros equipamentos, além da aquisição de softwares. Muitas vezes, os colaboradores já contam com dispositivos adequados para levar para a empresa, o que pode facilitar ainda mais o processo.

Quais são seus desafios e os cuidados necessários?

Os principais desafios dessa prática estão relacionados à segurança de dados da empresa e à dificuldade de gerenciamento dos dispositivos usados. Como eles são de uso pessoal dos colaboradores, a empresa pode encontrar obstáculos para monitorar as atividades realizadas durante o trabalho.

Por outro lado, esse monitoramento é muitas vezes indispensável para a manter a segurança dos dados do negócio, por isso é importante negociar essa questão previamente com os colaboradores. Para reduzir os riscos, é fundamental que todos estejam cientes de suas responsabilidades em seguir a política de segurança da informação adotada pela empresa.

Como implementá-lo na empresa?

Para implementar o BYOD, é preciso orientar os colaboradores, explicitando as vantagens dessa solução e definindo como o processo ocorrerá. Verifique se todos os funcionários estão dispostos a adquirir e manter os dispositivos, quais serão os investimentos necessários e se haverá alguma política de reembolso.

A empresa pode buscar uma forma de padronizar os dispositivos usados pela equipe, exigindo que eles tenham alguns recursos e configurações específicas para o cumprimento das tarefas, de acordo com as necessidades de cada cargo.

Por fim, lembre-se de que, caso sua empresa ainda não tenha uma política de segurança da informação, é muito útil criar uma antes de implementar essa prática. A segurança de dados é extremamente importante e é necessário ter cuidados para evitar a vulnerabilidade da rede de computadores da empresa.

Agora que você já conhece melhor a prática de Bring Your Own Device e como fazer sua implementação, já pode pensar no planejamento necessário para adotá-la, modernizar a empresa e acompanhar essa tendência.

Gostou do artigo? Então não deixe de assinar a nossa newsletter e fique sempre atualizado sobre nossos novos conteúdos.

Deixe uma Resposta

%d blogueiros gostam disto: