Governança de TI: você sabe o que é e para que serve?

Governança de TI: você sabe o que é e para que serve?

A governança de TI é fundamental para garantir a transparência e a credibilidade dos dados no que se refere aos processos da empresa, visando garantir o bom funcionamento das suas atividades, de modo a possibilitar a obtenção de seus objetivos.

Sua implementação vem sendo motivada não apenas pelos avanços da informática, mas também pelo fato de que a dependência das organizações para com as tecnologias da informação é cada vez maior.

Isso explica por que a governança de TI é tão importante. É ela que ajuda a manter a conformidade e a segurança dos procedimentos internos. Sendo assim, preparamos este artigo para apresentar os principais pontos em relação ao assunto. Aproveite!

O que é governança de TI?

Em primeiro lugar, vamos a uma definição mais exata. Em síntese, a governança de TI pode ser descrita como um conjunto de padrões, práticas e relacionamentos estruturados, manifestado pelos executivos, gestores, técnicos e usuários de TI de uma empresa.

As suas finalidades são várias, incluindo:

  • garantir a efetividade dos controles;
  • melhorar os processos de segurança;
  • reduzir os riscos;
  • otimizar a aplicação dos recursos;
  • diminuir os custos;
  • ampliar a performance organizacional;
  • proporcionar melhores decisões;
  • alinhar o departamento de TI aos objetivos gerais do negócio.

Como funciona?

A governança de TI funciona com base em uma estrutura de políticas, normas e métodos, visando facilitar e trazer o máximo de eficiência para o planejamento, coordenação e controle de uso, no que corresponde às tecnologias da informação.

Quais as suas vantagens?

Agora que você já sabe o que é governança de TI e como ela funciona, apresentaremos a seguir algumas de suas vantagens.

Maior segurança de dados

Indiscutivelmente um de seus benefícios mais significativos, o aumento da segurança dos dados nada mais é do que um resultado do seu “modus operandi”, o conjunto de regras, padrões e responsabilidades que envolvem a sua realização. Isso traz qualidade, integridade e confiabilidade para as informações.

Fácil acesso à inteligência do negócio

Outra vantagem é o fácil acesso à inteligência do negócio. Nesse sentido, entenda que a governança de TI permite uma visualização profunda e completa no que diz respeito aos dados críticos, utilizáveis e relevantes para o crescimento da empresa.

Redução de custos e melhor gestão de riscos

A redução de custos e a melhor gestão de riscos também são aspectos que merecem destaque. Diante do uso mais eficiente das informações, é possível otimizar a produtividade e diminuir os desperdícios, contribuindo significamente para o equilíbrio orçamentário.

Quanto à mitigação das ameaças, a questão a salientar é que a governança de TI aumenta a capacidade da empresa de cumprir com as obrigações governamentais e internas, razão pela qual os riscos serão reduzidos.

Como implementá-la?

Antes de concluirmos, não poderíamos deixar de falar sobre a sua implementação. O ponto a ressaltar, nesse caso, é que existem estruturas que servem como apoio para a aplicação desse modelo de programa.

As mais conhecidas são:

Independentemente da escolha, englobando ou não algum desses modelos, o mais importante para a implantação da governança de TI está na considerarão dos interesses e necessidades do negócio.

Por fim, é valido dizer que a sua aplicação é essencial para que as estratégias da empresa possam trazer os resultados esperados.

Gostou do post? Então, que tal receber mais artigos assim? Para isso, basta assinar nossa newsletter e receber mais textos em primeira mão!

Deixe uma Resposta

%d blogueiros gostam disto: