Quais as diferenças entre servidor virtual privado e cloud computing?

Quais as diferenças entre servidor virtual privado e cloud computing?

Quando falamos em hospedagem de sites, softwares, ou qualquer outro tipo de aplicação para empresas, há uma dúvida comum: qual é a melhor opção, um servidor virtual privado ou o cloud server? Qual é a diferença entre cada modelo de servidor e como esta escolha afeta o serviço que estará online ?

Para que você compreenda mais sobre o assunto e saiba como escolher a opção ideal para o seu negócio, desenvolvemos este post. Siga conosco e entenda o que é um servidor virtual privado e o que é cloud computing, bem como as principais diferenças entre eles. Vamos lá?

O que é VPS ou servidor virtual privado?

O servidor virtual privado, também conhecido pela sigla em inglês VPS (Virtual Private Server), como o próprio nome diz, é um servidor dedicado para rodar as aplicações de uma empresa, tais como sites, softwares de gestão da empresa, entre outras. O fato de ser virtual significa que ele roda dentro de um outro servidor, neste caso físico, com muito mais capacidade e que hospeda outros vários VPS’s em paralelo.

Desta forma, o VPS é dependente dos recursos do host (servidor físico) onde foi instalado. Se esse servidor físico apresentar algum problema de hardware e sofrer uma pane, todas os VPS´s que rodam dentro dele, irão ser interrompidos e os serviços e aplicações ficarão fora do ar.

E o Cloud Server, do que se trata?

O cloud server, por sua vez, também é um servidor virtualizado que roda dentro de um host. Porém, quando falamos de cloud ou nuvem, estamos falando em clusterização dos hosts. Ou seja, vários hosts compõem uma nuvem e, caso uma dessas máquina físicas sofra uma pane, os outros hosts da nuvem assumem os VPS´s que estavam rodando neste host, evitando assim a interrupção dos serviços.

Em resumo, quais são as principais diferenças entre VPS e cloud server?

A principal diferença entre o VPS e o cloud server é que, no primeiro caso, o servidor virtual não tem mobilidade entre hosts, ou seja, se ele cair, o servidor fica fora do ar, prejudicando os produtos nele hospedados. Já no caso do cloud server, se o um host cair, outro assume e as operações continuam online.

Desta forma, podemos dizer que a nuvem hospeda os VPS´s de forma redundante, através de clusterização de recursos, permitindo mobilidade entre hosts e, com isso, maior disponibilidade dos serviços.

Ambas as soluções permitem elasticidade dos recursos, permitindo aumentar ou diminuir processadores, memória ou disco, de forma direta e transparente. No caso da nuvem, essa elasticidade é mais completa, pois não é dependente da capacidade de um único host.

Como saber qual é a melhor opção para uma empresa?

Os VPS´s simples, que não estão em uma nuvem, costumam ser mais baratos, pois rodam em uma estrutura sem redundância. Para aplicações que não sejam críticas, ou para ambiente de testes, pode ser uma boa opção.

No caso de aplicações que demandam estabilidade e garantia de operação, a opção certa são servidores na nuvem, que devido a redundância da sua arquitetura, permitem SLA´s maiores e menor downtime.

Contar com o apoio de uma consultoria em TI também pode ser interessante para escolher o seu provedor de serviços e as soluções mais indicadas para cada caso. Assim, profissionais experientes poderão analisar a situação da sua empresa e verificar qual é a melhor opção para você.

A Webcenter pode ajudar nesse sentido, orientando sobre qual é a solução de servidor mais indicada para as aplicações da sua empresa. Entre em contato conosco e saiba mais!

[E-Book] Cloud Computing para Pequenas Empresas

A cloud computing foi um dos pilares da transformação disruptiva ocasionada pela revolução digital que teve início na virada do século.









Powered by Rock Convert

Deixe uma Resposta

%d blogueiros gostam disto: